29 de Agosto de 1991

O antepenúltimo dia de Agosto de 91 foi o primeiro do fim do Partido Comunista na União Soviética. Foi neste dia que o próprio Soviete Supremo proibiu todas as actividades do PC em toda a União Soviética. Caiu o partido, abriram-se depois as portas para o capitalismo. Uma era terminou. Na altura parecia que o mundo ia mudar, e para melhor, claro, pois a abertura da URSS continha uma mensagem implícita de união fraternal do Homem, o final das guerras entre povos e essas tretas todas que não aconteceram porque o mais importante na "abertura" da União Soviética era a entrada no mercado de entidades privadas. As Coca-Colas deste mundo só queriam ganhar dinheiro na Rússia, não promover a desenvolvimento social ou a paz universal e entendimento dos povos...



Outra era começou, não na geografia político-económica mundial, mas desta feita na música, quando às 7 da manhã de 29 de Agosto de 1991, o àlbum Nevermind foi tocado pela primeira vez uma rádio de Boston. Foi a estreia mundial de um disco que iria mudar a música na década de 90, senão mesmo a forma como os adolescentes encaravam a vida, ou pelo menos como se vestiam...



Neste mesmo dia, em 1991, o senhor de quem toda a gente fala por estes dias mas ninguém sabe onde pára, o Coronel Moammar Kadafi, inaugurava a primeira fase da obra mais megalómana do seu "reinado": Um pipeline para distribuição de água pelo país. O primeiro troço a ficar construído em 91 foi entre as cidades de Benghazi e Sirte. Benghazi, a cidade onde se iniciou a presente revolução, Sirte, a cidade-natal de Kadafi, o último bastião de resitência prestes a ser derrubado em 29 de Agosto de 2011...





Onde estavas em Agosto de 1991?

17 de Agosto de 1991





Há 20 anos atrás já tínhamos que levar com o Cavaco... em 1991, Cavaco Silva é o primeiro-ministro português em exercício. Entretanto, outro português, Nuno Bettencourt, lidera uns Extreme que colocam "More Than Words" nos lugares cimeiros dos tops de vendas. Era um tempo em que bandas do espectro mais heavy do rock o metal se dedicavam a compor baladas declaradamente pop e assim dominar os charts. 






Muita gente de 19 anos deve ter sido concebida ao som de "More Than Words" na noite de Sábado 17 de Agosto de 1991, provavelmente depois de uma hora e pouco no cinema, a ver Charlie Sheen parodiar Tom Cruise e o seu Top Gun com o hilariante "Hot Shots!"






Quando, por alguma razão ou por outra, abro a porta de baixo do armário dos objectos mortos (cartas e postais, fotografias e negativos, telemóveis antigos, auto-rádios velhos, K7s e CDs) encontro sempre o VHS original deste filme (também tenho o vinil do "More Than Words", curiosamente!) Foi, talvez, dos filmes que eu mais vi naqueles tempos, e está bem lá em cima em termos das minhas preferências comédicas de não-continuidade/paródia de todos os tempos, ao lado do Airplane (I e II), The Naked Gun (1, 2 1/2 e 33 1/3), Loaded Weapon e mesmo o Hot Shots - Part Deux. Quase de certeza que aquela k7 VHS nunca mais vai ser usada na vida, e isso é uma pena, mas é tão certo isso como eu tencionar não me desfazer dela nunca, em nome dos bons velhos tempos.






Ocorreu um erro neste dispositivo